Depressão Infanto-Juvenil ganha semana para tratar do tema

A semana será celebrada anualmente de 8 a 14 de Outubro
Depressão Infanto-Juvenil ganha semana para tratar do tema

Vereador Tobias Cometti

Com o objetivo de dar maior visibilidade à temática da depressão Infanto-Juvenil, em virtude dos crescentes casos de crianças e adolescentes acometidos pela doença, o município de Linhares instituiu por meio do Projeto de Lei 2562/2017 a “Semana Municipal de Conscientização da Depressão Infanto-Juvenil”, que será celebrada anualmente de 8 a 14 de Outubro.

A intenção é trazer à tona a discussão acerca da doença, levando à população informações e orientações importantes que contribuam para a identificação de possíveis casos da doença no município, para que então o diagnóstico e o tratamento sejam realizados de forma adequada e segura pelos profissionais de saúde.

O vereador Tobias Cometti, autor do PL, diz que o intuito é contribuir na identificação precoce dos casos de depressão entre crianças e adolescentes, utilizado como auxílio os próprios profissionais das redes de ensino, que podem ajudar a detectar comportamentos que sugerem o desenvolvimento da doença.

“A nossa intenção é que esses profissionais possam estar atentos a estes casos, identificando formas comportamentais que sugerem algum problema psicológico e auxiliando no encaminhamento para o possível diagnóstico e tratamentos”, explica Tobias.

Durante a semana de conscientização serão promovidas diversas atividades, como palestras, seminários e brincadeiras lúdicas, planejadas em ação conjunta entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria de Educação, podendo, inclusive, serem desenvolvidas parcerias entre os ensinos público e privado com unidades básicas de saúde, hospitais, organizações não governamentais a outras entidades afins para que as atividades sejam implementadas.

Segundo a psicóloga Flávia Rejane Correia e Silva, coordenadora do Centro de Atendimento Integrado à Comunidade (CATI) da Faculdade Pitágoras, é muito importante e necessário que essa temática seja discutida e divulgada, para que haja uma melhor estruturação dos canais de atendimento psicoterápicos.

 “Vivemos uma época com índices crescentes de casos de depressão, em diversas faixas-etárias, e esses casos acabam culminando no suicídio, que é uma forma de alívio para as dores psicológicas, que muitas vezes, também se tornam físicas. Por isso, é tão importante o cuidado e a atenção para que essas pessoas possam ter ajuda adequada ao enfrentarem seus desafios diários”, alerta.

Flávia explica ainda que em muitos casos é possível notar pequenos sinais da doença, como mudanças no comportamento. E nesses casos, havendo persistência, é necessária a ajuda psicoterápica.

“Em muitos casos há mudanças na forma de agir, crianças e adolescentes ativos podem passar a adotar uma atitude de isolamento dos seus grupos sociais de convívio, como a família, a escola, isso pode ser o primeiro demonstrativo de que algo não está bem. Mas é preciso ter cautela, porque isso pode ser apenas uma situação transitória decorrente de acontecimentos cotidianos, e não necessariamente depressão”.

Por fim ela explica que não há uma urgência no fechamento do diagnóstico, mas que um plano de tratamento pode ajudar na análise da situação. “As situações precisam ser analisadas e investigadas a partir de um plano de tratamento que inclui o treinamento dos pais e o desenvolvimento de atividades lúdicas que ajudam a criança e o adolescente a se expressarem, e assim vamos encontrando juntos estratégias de enfrentamento das dificuldades que eles possam ter em lidar com as situações”, explica.

Sobre o CATI

O CATI (Centro de Atendimento Integrado à Comunidade), implantado pela Faculdade Pitágoras de Linhares, realiza gratuitamente atendimentos psicológicos, individuais ou em grupos, à comunidade. O Centro funciona atualmente de segunda a quinta, das 7h10 às 18h, e sexta-feira, das 7h10 às 12h, na Avenida Hansschmoger, S/N, no bairro Nossa Senhora da Conceição.

Centro de Valorização da Vida (CVV)

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e de prevenção ao suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias.

Os canais para atendimento podem ser acessados na página www.cvv.org.br. E Para saber mais informações sobre o serviço é só ligar gratuitamente para o número 188.

 

SERVIÇOS

CATI

Horário de atendimento: Segunda a quinta, das 7h10 às 18h, e sexta-feira, das 7h10 às 12h.

Endereço: Avenida Hansschmoger, S/N, no bairro Nossa Senhora da Conceição.

Telefone: (27) 3048-1603

CVV

Mais informações: www.cvv.org.br

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.