Produção artística e cultural em Linhares será fomentada pelo Fundo Municipal de Cultura

O Fundo Municipal de Cultura irá captar recursos para a cena cultural linharense
Produção artística e cultural em Linhares será fomentada pelo Fundo Municipal de Cultura

A Praça 22 de Agosto é um marco histórico de Linhares

A Câmara Municipal de Linhares aprovou, na Sessão Ordinária do dia 13 de novembro, o Projeto de Lei 3639/2017 do Poder Executivo que institui o Fundo Municipal de Linhares, o qual vai viabilizar recursos financeiros direcionados à produção artística e cultural no município. O Fundo será uma parte que forma o Sistema Municipal de Cultura, que contempla mais outros quatro componentes já existentes: Secretaria de Cultura, Conselho Municipal de Cultura, Conferência Municipal de Cultura e Plano Municipal de Cultura.

Para o secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Linhares, Ivan Salvador, o Fundo é uma ferramenta muito importante na captação de recursos nos âmbitos municipal, estadual e federal. “Desenvolvi o projeto de forma abrangente para alcançar o maior número possível de recursos, tanto da esfera pública como da privada, para direcioná-los à cultura. Por exemplo, o aluguel de um espaço, como o teatro, por uma empresa privada vai para o Fundo, além de vários outros meios, como repasses e receitas do município”, pontuou.

Os projetos contemplados serão das áreas de música e dança, audiovisual, artes cênicas e visuais, literatura, cultura popular, artesanato e acervo e patrimônio histórico e cultural de museus e centros culturais. Para a realização dos projetos, serão concedidos benefícios por meio de prêmio, patrocínio ou copatrocínio. A concessão dos benefícios será feita pelas modalidades “Induzida”, com o acolhimento de solicitações espontaneamente apresentadas ao Fundo; e “Indutora”, por meio de editais.

Segundo o diretor de Cultura, Urbano Davila, a criação do Fundo vai possibilitar a reunião de recursos de várias origens, “tanto de pessoas físicas como jurídicas para investir em projetos culturais no município. A prefeitura pode reservar recursos para o Fundo, por exemplo”, explicou.

Artista local

O poeta linharense e fundador do coletivo Transvê Poesias, Anderson Valfré, agita a cena cultural de Linhares promovendo eventos que reúnem várias áreas artísticas, como a literatura, a música, a dança, artes visuais e, principalmente, levando engajamento ao público. Recentemente, realizou o III Sarau Inter-Ativo, na Praça 22 de Agosto, com o apoio da prefeitura, onde vários artistas puderam expressar sua arte.

Para ele, a instituição do Fundo veio num bom momento, para valorizar ainda mais a arte e o artista locais. “Linhares tem mostrado nos últimos anos a sua força cultural tanto dentro de casa como para o estado e, em pequenas medidas, em nível nacional. É preciso estar atento a grandes artistas que temos na cidade, e buscar caminhos como o Fundo para que tais fazedores da arte fiquem na cidade, façam a cidade germinar a cada dia um novo sonho, uma nova razão em viver melhor”, destacou.

Apontando o artigo 1º, § 5º, do Projeto de Lei, que diz que “serão contemplados projetos que tenham por característica a afirmação dos processos e estruturas de criação, desenvolvimento, democratização e universalização das manifestações artísticas e culturais do município de Linhares", ele afirma que é isso que a cidade precisa. “Isso me deixa muito mais animado em continuar lutando pela cultura local”, comentou.

 

Clique aqui para ver o texto integral do Projeto de Lei. 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.